Sete veículos envolvidos em acidente na região metropolitana de Belo Horizonte

0
214
visualizações
Foto: Reprodução

Condutor de um Chevette atravessou a pista a acertou o teto do veículo esportivo, que perdeu o controle e saiu arrastando outros carros.

Um acidente cinematográfico envolvendo sete veículos deixou quatro pessoas feridas no início da tarde deste sábado de Natal (25) no bairro Veneza, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O condutor de um Chevette, que estava embriagado, atravessou o carro por cima da via e acertou o teto de um Camaro. O motorista do segundo veículo perdeu a consciência, afundou o pé no acelerador e acertou outros cinco veículos que estavam na avenida.

A batida ocorreu por volta das 12h30 na avenida Dionízio Gomes, que dá acesso ao município a partir da BR-040. Houve vazamento de combustível no local e risco de explosão, que foi contido pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo a tenente da PM Kellen Cristina, o condutor do Chevette alega que perdeu o controle do veículo.

“O motorista do primeiro veículo, um Chevette, estava em uma pista lateral da via, que é um pouco mais alta. Ele diz que perdeu o controle do veículo e acertou o teto do segundo veículo, um Camaro. O motorista desses veículos desmaiou na hora, ficou com o pé preso no acelerador e esse carro veio a descer a via, batendo em outros cinco veículos”, explica a tenente da PM, Kellen Cristina.

Todas as vítimas foram socorridas pelo Samu, entre elas o motorista do Camaro, que teve ferimentos graves, mas não corre risco de morte. O local para onde os feridos foram levados não foi revelado.

De acordo com a tenente, o motorista que provocou o acidente admitiu que tinha bebido duas doses de conhaque.

“Ele confirmou para gente que fez uso de bebida alcoólica, duas doses de conhaque, segundo ele. Inicialmente ele tinha se recusado a fazer o teste do bafômetro, mas depois ele concordou e confirmou a ingestão de bebida”, explica a tenente.

Quem presenciou a cena ficou assustado com a violência da batida. O aposentado Eli Leandro Ferreira, 59, estava observando o Camaro passando pela porta de casa quando viu o Chevette voar por cima da avenida.

“O Camaro estava subindo, depois retornou e na hora que ele estava descendo, surgiu um Chevette da rua e pegou em cima do Camaro. Eu, a princípio, achei até que ele tinha falecido porque o carro caiu em cima da cabeça dele”, disse 

O aposentado conta que ficou aliviado ao saber que a tragédia não foi tão grave, apesar do susto. “Tô em choque até agora porque eu vi tudo, eu tava olhando para o carro e foi muito assustador. A princípio eu achei até que tinha mais vítimas, porque foi muito violento. Não quis nem descer lá com medo de ter muita gente morta, mas graças a Deus não foi tão grave assim”, desabafa Eli.

O condutor do Chevette foi preso em flagrante e encaminhado para delegacia de Polícia Civil em Ribeirão das Neves. No local, os militares dos bombeiros desligaram as baterias dos veículos e aplicaram serragem na pista, para eliminar o risco de novos acidentes no local.

População queria agredir motorista do Camaro

Ainda segundo informações da Polícia Militar, moradores ficaram exaltados e chegaram a tentar agredir o motorista do Camaro, achando que ele teria provocado a batida. Para evitar um linchamento, os militares tiveram que intervir.

“O pessoal que estava na localidade tinha entendido que o motorista do Camaro era o causador do acidente. Eles deduziram por ser um veículo esportivo. Mas logo que o chamado foi feito nós conseguimos nos deslocar para o local e explicar para os populares, evitando que a situação se agravasse”, conta a tenente da PM, Kellen Cristina.
O Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui