Sargento preso na Espanha com 37 kg de cocaína em voo da comitiva presidencial do Brasil é expulso da FAB

O fato aconteceu em 2019, enquanto Manoel da Silva Rodrigues acompanhava a comitiva presidencial

0
236
visualizações
Avião da Força Aérea Brasileira
Foto: Divulgação/Clauber Cleber Caetano/PR

O sargento Manoel da Silva Rodrigues foi expulso da Força Aérea Brasileira (FAB) por tráfico internacional de drogas. O Sargento foi detido em 2019 no aeroporto de Sevilha na Espanha, com 37 Kg de cocaína, na ocasião estava utilizando um avião da Força Aérea Brasileira em missão oficial da comitiva de militares que acompanhava o presidente Jair Bolsonaro.

A viagem do presidente Jair Bolsonaro (PL) que foi a Tóquio, no Japão, onde participaria da reunião do G-20 e no caminho teve que fazer escala na Espanha.

A FAB afirmou, em nota, que atua para “coibir irregularidades e repudia condutas que não representam os valores, a dedicação e o trabalho do efetivo em prol do cumprimento de sua missão Institucional”.

No dia 15 de fevereiro de 2022, a Justiça Militar da União já o havia condenado à pena de 14 anos e seis meses de prisão.

Ele também recebeu sentença na Espanha de 6 anos e 1 dia de prisão, além de multa de 2 milhões de euros. Rodrigues está cumprindo a pena em Sevilha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui