Patrocinador dos Jogos Olímpicos de Tóquio faz apelo para que os jogos sejam cancelados

0
80
Visualizados
O pessoal de segurança monta guarda perto do monumento dos anéis olímpicos durante um comício anti-olímpico, Foto: Reuters

Um dos maiores jornais do Japão, que também é patrocinador das Olimpíadas de Tóquio, agora juntou sua voz ao crescente coro de oposição pela realização dos jogos de verão deste ano.

O jornal Asahi Shimbun, listado como parceiro oficial dos jogos no site Tokyo 2020, publicou um editorial na quarta-feira implorando ao primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, que cancelasse o evento, que tem data marcada para começar em julho.

“É simplesmente além da razão realizar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio neste verão”, afirma o editorial. “Exigimos que o primeiro-ministro Yoshihide Suga avalie a situação com calma e objetividade e decida não realizar as Olimpíadas e Paraolimpíadas neste verão.”

O jornal insiste que a vida e a saúde das pessoas devem vir em primeiro lugar, observando que as vacinas COVID-19 do Japão permanecem disponíveis apenas para idosos e é improvável que a imunidade coletiva seja alcançada tão cedo.

Ele também observou que a pandemia interrompeu o treinamento de muitos atletas e até mesmo impediu alguns de competir nas eliminatórias. Além disso, observou a “enorme lacuna” que existe entre os países onde houve progresso nas vacinações em massa e aqueles onde não foi, dizendo que essa divisão está “obviamente afetando o treinamento e o desempenho dos atletas”.

“O primeiro-ministro está supostamente determinado a prosseguir com os Jogos, não importa o que o povo japonês tenha a dizer”, acrescenta o editorial. “Pensando bem, o que são os Jogos Olímpicos, afinal? Se as altamente divisórias Olimpíadas de Tóquio forem realizadas sem a aprovação do público, o que terá sido ganho e perdido?”

O editorial abrangente do Asahi Shimbun veio menos de uma semana depois de publicar uma pesquisa realizada por telefone no Japão, que revelou que 83% dos entrevistados disseram que as Olimpíadas de Tóquio deveriam ser adiadas ou canceladas. Divididos ainda mais, 43% disseram que os jogos deveriam ser “cancelados” e 40% disseram que deveriam ser “adiados novamente”. Apenas 14% disseram que as Olimpíadas de Tóquio deveriam ser realizadas neste verão.

Além disso, 73% dos entrevistados disseram que não estavam “convencidos” pelas repetidas garantias de Suga de que é possível realizar os jogos com segurança.

A oposição pública aos jogos aumentou nas últimas semanas. Uma petição da Change.org iniciada por um advogado de Tóquio pedindo ao Comitê Olímpico Internacional o cancelamento dos jogos reuniu quase 400.000 assinaturas em apenas algumas semanas.

Líderes empresariais no Japão também se manifestaram contra a realização dos jogos, já que a pandemia ainda grassa em todo o mundo.

Deixe seu comentário

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui