Novas imagens mostram o ataque a mulheres assassinadas por engano em SP

0
139
Visualizados
Polícia analisa imagens para identificar responsáveis por execução de duas mulheres em SP REPRODUÇÃO/ RECORD TV

Suspeitos atiraram contra veículo de uma diretora e professora de creche em SP. Segundo a PM, o verdadeiro alvo era um empresário.

A polícia analisa novas imagens que podem ajudar a identificar quem matou a diretora e a professora de uma creche no ataque a um carro na região de Guaianases, zona leste de São Paulo, na segunda-feira (24). As vítimas estavam indo para o trabalho, quando levaram tiros de uma quadrilha que confundiu o carro delas com o de um empresário, dono de um posto de combustível.

Nas novas imagens, é possível ver claramente que o carro das mulheres passa pela rua e logo em seguida um automóvel parecido, que seria o do empresário, vai na mesma direção. Neste momento, um outro carro preto segue os dois veículos.

A testemunha, que estava no mesmo carro que as vítimas e conseguiu sobreviver, disse que três homens armados com fuzis atiraram contra o automóvel. Ela conseguiu se abaixar a tempo, e escapar do ataque com vida.

Foram pelo menos 16 disparos contra o veículo das vítimas e, até o momento, a única pista da polícia é um carro abandonado no local do ataque. Segundo a polícia, o alvo seria o dono de um posto de combustível e as vítimas foram assassinadas por engano.

Entenda o caso
Duas mulheres foram mortas a tiros e uma terceira sobreviveu após criminosos confundirem o carro das vítimas com o de um empresário, na região de Guaianases, zona leste da capital paulista, nesta segunda-feira (24).

De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu na avenida Professor Osvaldo de Oliveira, altura do número 200, no bairro José Bonifácio, por volta das 6h40. As mulheres estavam a caminho do CEI (Centro Educacional Infantil) Jardim Lapena.

Segundo informações iniciais da PM, o trio confundiu o carro das mulheres com o de um empresário da região. O comerciante de uma rede de postos estaria com alto valor em dinheiro no veículo, que é blindado. O objetivo dos criminosos era assaltá-lo.

No entanto, o carro usado pelas vítimas não era blindado e foi perfurado em todas as direções. O dono do posto havia sido vítima de roubo há pouco mais de um mês e agora a polícia investiga se os casos têm ligação. 

No velório, dezenas de amigos e parentes se despediram das vítimas.

R7 São Paulo

Deixe seu comentário

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui