Nascimento de filhote de anta no Rio anima pesquisadores do Refauna

0
142
Visualizados

O nascimento de um filhote de anta, em uma reserva ecológica no estado do Rio de Janeiro, é motivo de esperança em maio ao cenário de extinção da espécie. Ainda sem nome, o novo morador da Reserva Ecológica de Guapiaçu, no município de Cachoeiras de Macacu, na Região Metropolitana, é filhote da Flora e do Júpiter, casal que veio do Paraná e foi reintroduzido na natureza em 2018.

As antas são consideradas extintas no estado há mais de 100 anos, devido à caça predatória e ao desmatamento. Para os pesquisadores, a reprodução de animais em habitat livre representa a confirmação de que o processo de recuperação da Reserva é um caso de sucesso na recomposição da Mata Atlântica. O coordenador do Refauna, projeto responsável por introduzir animais em área reflorestada, Maron Galliez, comemorou.

Nas próximas semanas, a reserva receberá mais três antas, de uma mesma família. Os novos moradores nasceram em cativeiro, na Bahia e serão trazidos de caminhão, numa viagem prevista para durar dois dias. Os nomes dos novos moradores serão escolhidos por crianças da rede municipal de ensino de Cachoeiras de Macacu.

Em iniciativa patrocinada pela Petrobras e pelo Governo Federal, o Projeto Refauna já beneficiou mais de 30 mil pessoas com atividades de educação ambiental e restaurou 223 hectares de áreas degradadas, com o plantio de 398 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica.

Foto: Divulgação

Agência Nacional

Deixe seu comentário

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui