Forças Armadas compram 35 mil unidades de viagra

0
163
visualizações
Foto: Ascom/SES-RS/AA

Pedido de explicações ao Ministério da Defesa sobre a compra a compra de 35 mil unidades de comprimidos utilizados para disfunção erétil, conhecidos como Viagra foi enviado pelo deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) nesta segunda-feira (11), que apresentou um requerimento pedindo esclarecimentos sobre o processo dessa compra realizado pelas Forças Armadas. 

Segundo ele, informações obtidas no Portal da Transparência e no Painel de Preços do governo federal mostram que as Forças Armadas aprovaram a compra de mais de 35 mil unidades de um medicamento que costuma ser usado para tratar disfunção erétil. O remédio é popularmente conhecido como Viagra.

A compra envolve oito pregões realizados por unidades ligadas aos comandos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Os processos de compra foram homologados em 2020 e 2021 e seguem válidos neste ano.

No pregão, o medicamento é identificado pelo nome do princípio ativo Sildenafila, composição Sal Nitrato (Viagra), nas dosagens de 25 mg e 50 mg. 

O maior volume, de 28.320 comprimidos, tem como destino a Marinha. Outros 5 mil comprimidos foram aprovados para Exército e outros 2 mil, para Aeronáutica. 

“Precisamos entender por que o governo Bolsonaro está gastando dinheiro público para comprar Viagra e nessa quantidade tão alta. Apresentei um requerimento cobrando explicações do Ministério da Defesa sobre mais esse gasto imoral”, disse o deputado. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui