Com depoimento de empresário a Polícia Federal investiga tráfego de influência de Jair Renan Bolsonaro

0
205
visualizações
Com depoimento de empresário a Polícia Federal investiga tráfego de influência de Jair Renan Bolsonaro
Foto; Reprodução / Instagram

O empresário Luís Felipe Belmonte confirmou em depoimento à Polícia Federal que pagou 9,5 mil reais pela reforma do escritório de Jair Renan Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, na cidade de Brasília – DF, segundo o Jornal O Globo desta sexta-feira (13).

No depoimento, os indícios de que Jair Renan cometeu tráfego de influência por receber valores em troca de de facilitar o trânsito de empresários no Palácio do Planalto.

Troca de mensagens entre a arquiteta Tânia Fernandes, responsável pela obra, e Allan Lucena, parceiro de negócios de Jair Renan, já indicavam a suspeita.

Nas conversas a arquiteta brinca dizendo que as obras são as “Bolsa Móveis” e “Bolsa Reforma”. Lucena chegou a ironizar o apelido dados pela profissional, “Já já sai na mídia. Filho de presidente pede Bolsa Móveis”, escreveu na mensagem trocada.

Em entrevista ao jornal, a arquiteta confirma o pagamento feito por Belmonte e disse que Jair Renan recebeu “patrocínio” de outros empresários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui