Apresentador Ratinho será cobrado na Justiça por ameaçar deputada

1
447
visualizações
Apresentador Ratinho e a Deputada Federal Natália Bonavides. Foto: Reprodução Redes Sociais

Durante programa, ao vivo, apresentador sugeriu “metralhadora” para “eliminar” a deputada federal Natália Bonavides (PT-RN). Lula, Gleisi e a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) repudiaram os graves ataques.

Atacada criminosamente, ao vivo, pelo apresentador Carlos Massa – o Ratinho -, a deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) vai acionar a justiça. Durante seu programa de rádio, Ratinho sugeriu “metralhadora” para “eliminar” a parlamentar e cometeu uma série de ataques preconceituosos e machistas. Bonavides ressalta que o comunicador bolsonarista colocou em risco a sua vida e integridade física.

Ataques machistas

Durante a transmissão do programa, o apresentador mandou a deputada “lavar roupa”, “costurar a calça marido” e falou que Natália deveria ser “metralhada”.

Projeto de Lei nº 4004/2021, da autoria de Natália, trata unicamente do respeito à diversidade na celebração dos casamentos civis. Não há no projeto da deputada, nem em nenhum outro de sua autoria, nada que trate de mudanças em certidões de nascimento ou alterações de nomes de pai e mãe nos registros, como pontuou o apresentador.

Considerando as implicações da divulgação de notícias falsas e os ataques por parte de Ratinho, Natália Bonavides irá denunciar o apresentador, inclusive criminalmente.

Nota da bancada do PT de solidariedade à Natália Bonavides

A Bancada do PT na Câmara se solidariza com a deputada Natália Bonavides (PT-RN) e repudia os ataques desferidos contra ela pelo apresentador Carlos Roberto Massa, o Ratinho. Por meio de uma concessão pública, em sua rádio Massa FM, o apresentador fez insinuações machistas, preconceituosas e com incitação ao homicídio, uma atitude absolutamente criminosa que precisa ser investigada e punida exemplarmente.

Ao sugerir “pegar uma metralhadora” contra a parlamentar, Ratinho extrapolou qualquer limite do direito de opinião e cometeu crime. Ele colocou a vida e a integridade física da deputada em risco.

Em uma sociedade democrática e em pleno século 21, não se podem naturalizar ameaças, violência e ataques misóginos.

A Bancada do PT manifesta profunda solidariedade e apoio às medidas judiciais a serem adotadas contra o apresentador e empresário. Aberrações como a que foram cometidas, alcançando milhares de pessoas, devem ser punidas com o rigor da lei.

O ódio não irá vencer.

Brasília, 16 de dezembro de 2021

Elvino Bohn Gass, líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui