Após declarações de Biden o Facebook suspendeu proibições de postagens que afirmam que o COVID-19 pode ter sido criado pelo homem

0
18
Visualizados
Divulgação

O Facebook não retirará mais postagens alegando que o COVID-19 foi feito ou fabricado pelo homem, um movimento que pode alimentar mais especulações e teorias de conspiração sobre como o vírus mortal começou. A mudança de política da rede social ocorre no momento em que a Casa Branca pede à comunidade de inteligência dos EUA que conduza uma investigação mais profunda sobre as origens do COVID-19, após relatos de que três cientistas do Instituto de Virologia de Wuhan, na China, foram hospitalizados no final de 2019 com sintomas que são consistentes com COVID. Na quarta-feira, o presidente Joe Biden disse em um comunicado que pediu às agências de inteligência que reportassem dentro de 90 dias sobre as prováveis ​​origens do COVID-19, com a esperança de “coletar e analisar informações que poderiam nos trazer mais perto de uma conclusão definitiva.” A medida é um afastamento radical da posição da Casa Branca de que a Organização Mundial da Saúde (OMS) deveria assumir a liderança para revelar a origem do vírus. E agora, com as novas revelações de que os pesquisadores de laboratório na China estavam doentes antes da disseminação mundial do COVID, há um debate renovado e suspeitas sobre o que aconteceu, especialmente porque as agências de inteligência foram divididas e “unidas em torno de dois cenários prováveis”, de acordo com Declaração de Biden.

Deixe seu comentário

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui