Análise de pesquisas com vantagem de Lula contesta tese de “polarização”

0
168
Visualizados
Foto: Nelson Jr./ASICS/TSE

Segundo pesquisas, ex-presidente venceria não apenas Bolsonaro, mas qualquer concorrente. Cenário aponta para preferência, e não falta de alternativa.

“É precipitado, ou artificial, afirmar que o cenário eleitoral como um todo e a força de Lula nas pesquisas de intenção de voto se devam à chamada polarização”, afirma a Fundação Perseu Abramo (FPA) em boletim do Núcleo de Opinião Pública, Pesquisa e Estudos (Noppe). 

O grupo analisou levantamentos feitos por seis institutos na primeira semana (de 1º a 8) deste mês. Por um lado, a fundação vinculada ao PT observa que todas as pesquisas, sejam presenciais ou telefônicas, mostram “rara convergência”.

Neste momento, apontam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com aproximadamente 40% das preferências do eleitorado e o atual, Jair Bolsonaro (sem partido), em torno de 25%. Os demais pré-candidatos ficam com 15%.
Rede Brasil Atual

Deixe seu comentário

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui